.

.

quarta-feira, abril 18, 2018

Boa noite...









"Todos nós somos seres divinos. 
Vamos compartilhar a nossa divindade? 
Mergulhe nos olhos do outro... 
Sorria, cante, toque, abrace, acolha! 
Liberte esse amor que grita dentro de você. 
Deixe a luz do seu coração iluminar o mundo!"

(Lígia Guerra)
 
 



Sol Hoffmann

terça-feira, abril 17, 2018

Boa noite Comentando...







Descontruções


Quando conhecemos uma pessoa, construímos uma imagem.
A imagem tem a ver com as nossas
expectativas e mais ainda com o que
ela "vende" de si mesma.


É pelo resultado disso
tudo que nos apaixonamos.
Se a pessoa for parecida com a imagem que
projetou em nós, desfazer-se dela,
mais tarde, não será tão penoso.


Restará a saudade, talvez uma pequena mágoa, mas nada que resista por muito tempo.
No final, sobreviverão as boas lembranças.
Mas se esta pessoa "inventou"
um personagem e você acreditou,
virá um processo mais lento:
a de desconstrução daquilo que
você achou que era real.


Desconstruindo Ana, desconstruindo Marcos,
desconstruindo Carla.
Milhares de pessoas vivem seus dias
aparentemente numa boa, mas por dentro
estão "desconstruindo ilusões".
Tudo porque se apaixonaram por uma fraude,
não por alguém autêntico.


Ok, é natural que, numa aproximação,
a gente "venda" mais nossas qualidades
que defeitos. Ninguém vai iniciar uma história
dizendo: muito prazer, eu sou arrogante,
preguiçoso e cleptomaníaco.
Nada disso, é a hora de fazer charme.
Uma vez o romance engatado,
aí as defesas são postas de lado e a gente
mostra quem realmente é, nossas gracinhas,
manias e imperfeições.
Isso se formos honestos.


Os desonestos são aqueles que fabricam
idéias e atitudes, até que um dia cansam
da brincadeira, deixam cair a máscara
e o outro fica ali,
sem entender absolutamente nada.
Quem se apaixonou por uma mentira,
tem que desconstruí-la para
"desapaixonar".

É um sufoco. Exige que você reconheça
que foi seduzido por uma fantasia,
que você é capaz de se deixar confundir,
que o seu desejo é mais
forte do que sua astúcia.
Significa encarar que alguém por quem você
dedicou um sentimento bacana não chegou a
existir, que tudo não passou de
uma representação.

Talvez até não tenha sido por mal,
pode ser que esta pessoa nem conheça
a si mesma, por isso ela se inventa.
Sorte quando a gente sabe com quem está
lidando: mesmo que venha a desamá-lo
um dia, tudo o que foi construído
se manterá de pé.

Afinal, todos, resistimos muito a aceitar que
alguém que gostamos não é, e nem nunca foi,
ESPECIAL.

(Martha Medeiros)




Sol Hoffmann

domingo, abril 15, 2018

Boa noite Comentando, boa semana a todos.






Amigo, um Ensaio


Difícil querer definir amigo.

Amigo é quem te dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta.

Amigo é mais que ombro amigo, é mão estendida, mente aberta, coração pulsante, costas largas.

É quem tentou e fez, e não tem o egoísmo de não querer compartilhar o que aprendeu.

É aquele que cede e não espera retorno, porque sabe que o ato de compartilhar um instante qualquer contigo já o realimenta, satisfaz.

É quem já sentiu ou um dia vai sentir o mesmo que você.

É a compreensão para o seu cansaço e a insatisfação para a sua reticência.

É aquele que entende seu desejo de voar, de sumir devagar, a angústia pela compreensão dos acontecimentos, a sede pelo 'por vir'.

É ao mesmo tempo espelho que te reflete, e óleo derramado sobre suas águas agitadas.

É quem fica enfurecido por enxergar seu erro, querer tanto o seu bem e saber que a perfeição é utopia. É o sol que seca suas lágrimas, é a polpa que adocica ainda mais seu sorriso.

Amigo é aquele que toca na sua ferida numa mesa de chopp, acompanha suas vitórias, faz piada amenizando problemas.

É quem tem medo, dor, náusea, cólica, gozo, igualzinho a você. É quem sabe que viver é ter história pra contar.

É quem sorri pra você sem motivo aparente, é quem sofre com seu sofrimento, é o padrinho filosófico dos seus filhos. É o achar daquilo que você nem sabia que buscava.

Amigo é aquele que te lê em cartas esperadas ou não, pequenos bilhetes em sala de aula, mensagens eletrônicas emocionadas.

É aquele que te ouve ao telefone mesmo quando a ligação é caótica, com o mesmo prazer e atenção que teria se tivesse olhando em seus olhos.

Amigo é multimídia. Olhos... amigo é quem fala e ouve com o olhar, o seu e o dele em sintonia telepática.

É aquele que percebe em seus olhos seus desejos, seus disfarces, alegria, medo.

É aquele que aguarda pacientemente e se entusiasma quando vê surgir aquele tão esperado brilho no seu olhar, e é quem tem uma palavra sob medida quando estes mesmos olhos estão amplificando tristeza interior.

É lua nova, é a estrela mais brilhante, é luz que se renova a cada instante, com múltiplas e inesperadas cores que cabem todas na sua íris.

Amigo é aquele que te diz 'eu te amo', sem qualquer medo de má interpretação.

A amigo é quem te ama 'e ponto'. É verdade e razão, sonho e sentimento.

Amigo é pra sempre, mesmo que o sempre não exista."


(Marcelo Batalha)




Sol Hoffmann

sábado, abril 14, 2018

Boa tarde Comentando...






A Fita métrica do amor


Como se mede uma pessoa? Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento. Ela é enorme pra você quando fala do que leu e viveu, quando trata você com carinho e respeito, quando olha nos olhos e sorri destravado. É pequena pra você quando só pensa em si mesmo, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade.

Uma pessoa é gigante pra você quando se interessa pela sua vida, quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto. É pequena quando desvia do assunto.

Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma. Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos clichês.

Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas: será ela que mudou ou será que o amor é traiçoeiro nas suas medições? Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande. Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.

É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações. Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente, se torna mais uma. O egoísmo unifica os insignificantes.

Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande. É a sua sensibilidade sem tamanho.

(Martha Medeiros)



Sol Hoffmann

quinta-feira, abril 12, 2018

Boa noite Comentando...







Você é importante


- Quando ama o trabalho que faz e as pessoas que o fazem com você, você se torna importante.

- Quando você é tão cuidadoso, generoso e preocupado que você pensa em outras pessoas, antes de você, você se torna importante.

- Quando você faz do mundo um lugar melhor do que você o encontrou, você se torna importante.

- Quando você continua a aumentar a qualidade do que faz e como você faz, você se torna importante.

- Quando você ensina e perdoa e ensina mais ainda, antes de julgar e criticar, você se torna importante.

- Quando você toca no coração e na alma das pessoas por suas ações (e palavras), você se torna importante.

- Quando as crianças crescem querendo ser você, você se torna importante.

- Quando você vê o mundo como está, mas insiste em tentar fazê-lo como acha que ele pode e deve ser, você se torna importante.

- Quando você inspira um ganhador do prêmio Nobel ou um morador de favela, você se torna importante.

- Quando o lugar se enche de luz quando você entra, você se torna importante.

- E quando o que você deixa para outras pessoas continua por horas, dias ou uma vida toda, você se torna importante. 


(Seth Godin)



Sol Hoffmann

terça-feira, abril 10, 2018

Boa noite Comentando...










"Somos a memória que temos e a responsabilidade que assumimos.
Sem memória não existimos, sem responsabilidade talvez não mereçamos existir".


(José Saramago)




Sol Hoffmann

segunda-feira, abril 09, 2018

Boa noite Comentando...







Seja feliz por viver...


Que sua presença,
seja sempre um sopro de ar puro
para o ambiente em que estiver.

Que sua pessoa seja digna de confiança,
mas com um toque de criatividade.
Disponível, mas sem esquecer-se de si.

Incansável pelo ideal,
mas satisfeita com a vida.
Ligada aos amigos,
mas capaz de pensar distante.

Não conte os anos que já viveu,
mas ame a vida simplesmente.
Ocupe-se intensamente no que faz,
sem pensar no que poderia ter feito.

E se um dia já não puder seguir
fisicamente o ritmo habitual,
descubra mil outras coisas para fazer,
outros mundos para explorar
e pessoas para amar, mantendo a paz e o entusiasmo no espírito.

Assim, muitos buscarão a sua amizade,
pela sua alegria contagiante,
pela sua inspiração que sugere,
e sobretudo pelo exemplo que proporciona
de uma vida plenamente realizada.

(msg.do livro: "100 dicas para viver melhor")

Sol Hoffmann

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...